sexta-feira, 18 de junho de 2010

Adoração e culto

Adoração e culto

Muitos escritores têm dedicado seu tempo a escrever sobre adoração. Sem a pretenção de concorrer ou ser mais um dono da verdade, vou expressar minha opinião sobre o assunto:
Diversas correntes defendem seu ponto de vista. Vão desde a formalidade total à exclusão total da formalidade, passando por uma mescla dos dois, tendendo para um lado ou para o outro.

Fiz parte de uma igreja que primava pela ordem e toda e qualquer expressão feita com o corpo (levantar de mãos, colocar um das mãos no coração, estender as mãos para abençoar, etc) não eram bem vista, sendo, inclusive passível de disciplina.
Visitei outras igrejas que eram totalmente o oposto. Era todo improvisado, do o início ao fim. Não tinha ordem e me senti um pouco desconectado – talvez por vir de uma igreja muito controladora.
Outras que visitei, vislumbrei equilíbrio. Tinha ordem, mas também tinha espaço pra demonstrar como e o que estávamos sentindo. Isto não só no momento de cânticos, mas também na explanação da mensagem. Nessas visitas eu me deleitava.
Talvez por isso me sinto tão bem na igreja que congrego hoje. Temos desenvolvido uma liturgia onde procuramos deixar toda comunidade à vontade para cultuar. Temos buscado equilíbrio entre hinos (que continuam expressando nosso louvor) e cânticos, leitura devocional e explanação da Palavra, orações e anúncios. Como líder do Ministério de Louvor tenho buscado acertos com o pastor, dirigente do culto ou da programação, cedendo um pouco e aceitando opiniões quando procedentes – afinal o culto é prestado pela congregação a Deus.

Esta é a nossa forma de cultuar. Não quer dizer que todas as igrejas devam ser assim. Cada uma, com respeito a sua doutrina, seus estatutos, seus membros e, acima de todos e tudo, respeitando Deus - Àquele para quem se presta o culto.

A conclusão que chego é que, se ficarmos defendendo nossa concepção sem o devido respeito aos nossos irmãos e suas igrejas, só vamos causar mais confusões, dúvidas e discórdias.

A Deus toda honra, toda glória e todo louvor!



Por: Eduardo Leal – líder do Min. de louvor da PIB em Jardim Alcântara

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Graça e paz!
Gostando ou não, se quiserem, comentem.

Baseado em João 21: 3-18

Como diz o Hino 202 do HCC “Se os problemas parecem não ter solução, quando as mágoas inundam o teu coração...” Quando nossos sonhos se d...