Vaidade musical

Vaidade musical

“Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito.” Eclesiastes 1:14

Impreciona-me o quanto este versículo cabe aos músicos (cantores e instrumentistas). E digo isto sendo alguém que já há muito tempo participo deste ministério.

Vejo pessoas querendo liderar o ministério de música, ou ministério de louvor, ou ambos, sem querer saber de Deus se esta é a Vontade dEle.
Pessoas que só estão preocupadas em estar à frente da música por causa da visibilidade que ela dá.
Pessoas que só fazem a obra se tiverem algum crédito.
Pessoas que quando têm uma paleta, ou microfone, ou baqueta (de bateria ou regência) nas mãos só pensam em brilhar.

Em nome deste brilho, desta luz bela, já ouvi que devemos apresentar ao Senhor nosso melhor – quem me dera ser este o real motivo. E fazem de tudo para brilhar mesmo que isso signifique fazer um acorde inadequado, ou um solo em momento inoportuno, ou ministrar (?) às pessoas sem que seja compelido pelo Espírito Santo a fazê-lo. E quando não alcançam seu objetivo, que é fazer sua luz bela brilhar, se possível mais que o Senhor, ficam frustrados. “Trabalhar com língua falsa para ajuntar tesouros é vaidade que conduz aqueles que buscam a morte.” Provérbios 21:6

Onde está a resposta ao chamado?
Sim porque nós fomos chamados para uma obra.
Chamados para lovar o Senhor. E temos o prívilégio de ministrarmos em Sua casa.
Se cantamos ou tocamos bem o fazemos porque Deus nos deu o dom nesta proporção e somente por isso. Os taletos são dEle (Mt 25:14-30) e é nossa obrigação desenvolvermos este talento que Ele nos deu.
O único motivo que temos para nos orgulharmos é de conhecermos e entendermos o Senhor (Jr 9:24a). Qualquer sentimento que não esteja nesta direção é maligna (Tg 4:16).

“Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, e vivifica-me no teu caminho.” Sl 119:37
Que este verso seja nossa oração e busca todos os dias!

Eduardo Leal

Comentários