Duas marcas dos cristãos

Duas marcas dos cristãos

Atos 2:42-47

Quando lemos este texto, Jesus já havia subido ao céu e o Espírito Santo já havia começado seu Ministério entre nós. Mas para que a promessa da descida do Espírito Santo se cumprisse era necessário que os discípulos obedecessem a ordem de Jesus de permanecerem em Jerusalém e se manterem juntos (Atos 1:4).

Obediência e comunhão são duas marcas importantíssimas aos seguidores de Jesus. E muitas vezes elas caminham juntas.

I) Obediência como marca do cristão:
Em João 14:15-16 vemos a relação entre amor a Deus x obediência x vinda do Espírito Santo
No verso 15 lemos “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos”. Trata da condição entre amar e obedecer. Entre amar e guardar os mandamentos.
Jesus primeiro diz que devemos obedecer (ver 15) e só depois que pediria ao Pai e nos seria enviado o Espírito Santo (ver 16).
Sobre os mandamentos também, uma vez um escriba perguntou a Jesus qual era o mais importante  (Marcos 12:28-31) e a resposta de Jesus foi: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo - não coisas - como a nós mesmos.
Porém só guardar os mandamentos não é o suficiente. Demonstrar nossa obediência também é importante. Vemos isso no diálogo entre o jovem rico e Jesus ( Mateus 19:16-22). O jovem rico guardava os mandamentos – isso em momento algum foi questionado por Jesus – mas deveria guardar tão bem que era preciso que ele vendesse seus bens e os doasse aos pobres para que ficasse explícito o seu amor por Jesus, dando a idéia que é preciso estar envolvido com a caridade, o serviço, com o testemunho para ser reconhecido como cristão.


II) Comunhão como marca do cristão:
Comunhão tem  a ver com estar junto, com mesmas idéias, com celebração, com culto, com Igreja.
Percebemos, então, a importância da Igreja na vida dos cristãos quando nos damos conta que a Igreja é um lugar de refúgio contra o inimigo (João 20:19 e Mateus 16:18b). Por que Jesus ama a Igreja (Efésios 5:25). Por que na Igreja há auxílio mútuo tanto financeiro (Atos 2:44-45 e Romanos 16:1-2) quanto espiritual (Atos 2:42). Para aprender mais de Deus (Atos 2:42). E para tomar parte na ceia do Senhor (Atos 2:46b).
Podemos, e devemos, cultuar a sós, em família, mas também em comunidade (Atos 2: 1  e 46, 4:31-32a).
Paulo, em Hebreus 10:25, nos diz que “não devemos abandonar a prática de nos reunirmos como Igreja,como é o costume de alguns, mas procuremos encorajar uns aos outros ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.”

Graça e paz!

Eduardo Leal

Comentários