quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Estilos de culto (Liturgia)


Resumo da Lição 7 em 24/02/2013 da Revista Palavra e Vida 1º Trimestre 2013

Estilos de culto (Liturgia)
Textos base: Efésios 5:19 e Colossenses 3:16

Relembrando:
Culto congregacional é o encontro da comunidade com Deus para adoração;
Liturgia é o conjunto de elementos e formas em ordem através dos quais se realiza o culto.

I) Culto nas Igrejas Batistas:
Para entender esta questão é bom darmos uma olhada nas três teorias conhecidas sobre as origens dos batistas. Vou chamá-las de A), B) e C).

A) nos liga aos discípulos de João Batista que seguiram Jesus e traça uma linha cheia de lacunas até os dias de hoje;
B) nos liga aos anabatistas holandeses antes da Reforma Protestante;
C) nos liga aos anglicanos ingleses separatistas liderados por John Smith que foi para Holanda em busca de liberdade religiosa. O culto de Smith era longo, centrado no sermão, sem liturgia e com oportunidade pros irmãos debaterem a mensagem..
Seja qual for a nossa origem, somos conhecidos por sermos uma Igreja que pauta pela ordem. Isso está nossa organização eclesiástica (presidente, vice-presidente, ministros, diáconos...) e também na nossa forma de cultuar o nosso Deus.
Veremos 6 formas de liturgia usadas nos cultos batistas:
1- Liturgia Tradicional:
- Baseada em Isaías 6:1-8 onde percebemos grande reverência e contemplação, louvor e adoração, prestados por um pecador arrependido, perdoado e purificado;
2- Liturgia Temática:
- Baseada em datas relevantes como missões, páscoa, natal...
3- Liturgia Homilética:
- Baseada nos sermões do pastor;
4- Liturgia Sanduíche:
- É basicamente música, mensagem e música. Geralmente voltado para os que ainda não conhecem Jesus;
5- Liturgia Renovada:
- É livre, espontâneo, com extenso período de cânticos e orações, seguido de mensagem;
6- Liturgia Mista:
- Um pouco de tudo acima no mesmo culto.

II) Culto em outras Igrejas:
1- Liturgia Conservadora: o formalismo é exigido e o ritual é o centro;
2- Liturgia Tradicional: a pregação é o centro;
3- Liturgia Pentecostal: a experiência é o centro;
4- Liturgia Espetacular: o culto deve ser um show que agrade ao público. Não pode faltar milagres, curas e exorcismos. Quase não se lê a Bíblia e a mensagem é geralmente sobre prosperidade.

III) Princípios para o culto:
Obviamente não é sensato brigar por um estilo, bem como não é sensato que o culto seja uniforme. É preciso pensar na pluralidade da membresía.
O culto tem dois elementos fundamentais. São eles a música (que deve-se atentar para sua teologia e ritmo) e a doutrina (que é o que norteia a nossa adoração).

Concluindo, o culto prestado a Deus deve ter a cara da Igreja que o presta. Deve sempre ser pensado para agradar a Deus mesmo que tenhamos que abrir mão de “coisinhas” que nos agradam.

Eduardo Leal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Graça e paz!
Gostando ou não, se quiserem, comentem.

Baseado em João 21: 3-18

Como diz o Hino 202 do HCC “Se os problemas parecem não ter solução, quando as mágoas inundam o teu coração...” Quando nossos sonhos se d...