Resumo da Lição 9 da Revista Palavra e Vida: Tema Solidariedade

Lição 9 - Solidariedade

Segundo o Dicionário Online de Português: s.f. Dependência mútua entre os homens.
Sentimento que leva os homens a se auxiliarem mutuamente.
Relação mútua entre coisas dependentes.
Direito Compromisso pelo qual as pessoas se obrigam umas pelas outras.Sinônimo de solidariedade: companheirismo
Rimas com solidariedade, entre outras: familiaridade, sensibilidade, sociabilidade, reciprocidade, flexibilidade, hospitalidade, caridade, deidade

I) Paulo recebendo solidariedade da Igreja:
Sobre o problema do Apóstolo Paulo há diversas teorias.
Uma diz que ele havia contraído malária numa região da Ásia Menor conhecida como Panfília. Essa região tinha muitos pântanos infestados de mosquitos transmissores desta doença.
Outra diz que poderia ser um grave problema estomacal.
Outra que era enxaqueca.
A mais aceita, porém, é a de o Apóstolo Paulo sofria de problemas oftalmológicos que ele pode ter contraído no caminho para Damasco (Atos 9:3 - 18), ou ao ser apedrejado (Atos 14:19).
Fato é que o problema de visão de Paulo é citado algumas vezes como em Atos 23:1-5 onde Paulo não reconheceu o sumo sacerdote Ananias, ou em Gálatas 4:15 sobre as dores que sentia em suas vistas, ou em Gálatas 6:11 que relata que ele escrevia com letras grandes.
Bom, seja qual for a natureza do problema que Paulo tinha, isso não foi suficiente para impedir que ele pregasse o Evangelho aos da Galácia. Da mesma forma não foi empecilho para que os gálatas o recebesse bem.
Ainda sobre a questão da enfermidade, é possível o crente adoecer?
Segundo a teologia da prosperidade, não.
Segundo a Bíblia, sim.

II) Zelo e cuidado: lições solidárias da Igreja
Não podemos ser afetados pelo preconceito. Não importa se a doença é de natureza genética ou contraída, se é física ou espiritual, se é financeira... Devemos ser solidários no que for necessário!
Devemos ser solidários com amor e não por obrigação. Devemos estar felizes em poder ajudar.
Assim como Paulo não foi um peso, os doentes, os novos, os idosos, os fracos na fé, ou seja lá quem for, não pode ser um peso para nós, a Igreja do Senhor.

III) Princípios essenciais da ação solidária:
Respeitar a pessoa humana é reverenciar a Deus. Bem como servir ao próximo, tolerar erros, suportar fraquezas, dividir o fardo...
O cuidado mútuo entre nós, cristãos, é visto pelo mundo como reflexo de nossa fé.



IV) Concluindo:
Precisamos estar mais atentos para os que estão precisando de ajuda e estendermos nossa mão. A Igreja é o braço de Deus para a solidariedade e caridade.
Ajudar financeiramente ou com doações de cestas básicas, roupas, medicamentos, brinquedos é tão importante como doar uma visita, um abraço, um telefonema ou um "olá" no facebook.
Graça e Paz!

Eduardo Leal

Comentários