Lição 8 da Revista Palavra e Vida: Bartolomeu, o Apóstolo sonhador

Bartolomeu, o Apóstolo sonhador


Esse era o Apóstolo que entre outras curiosidades era chamado por dois nomes pelos evangelistas. Por Mateus, Marcos e Lucas era chamado de Bartolomeu e por João era chamado de Natanael.
Ele nasceu em Caná da Galileia.
Seu nome - Bartolomeu - significa filho de Thalmai, ou seja, filho do agricultor. Dessa forma podemos considerá-lo como um agricultor também. Natanael significa Dádiva de Deus.
Bartolomeu foi apresentado a Jesus por Filipe e foi digno de um elogio da parte de Jesus.
Há um livro apócrifo chamado O Evangelho de Bartolomeu e segundo as tradições da Igreja ele pregou na Índia, Armênia Menor e Mesopotâmia.
Seu martírio foi na Armênia em 24 de Agosto de 0051, tendo sido esfolado vivo e como não morreu foi decapitado.

Bartolomeu era um homem sem falsidades ou fingimentos.
Isso nos deixa um belo exemplo de que como cristãos não podemos ter "duas caras" sendo um na frente das pessoas e outro pelas suas costas. Nem um na Igreja e outro fora dela. Bem como na família.
E também não podemos ser enganadores.

Como nós, Natanael também tinha seus preconceitos que fica bem evidente quando houve de Filipe que o Messias havia nascido em Nazaré. O preconceito é algo que mesmo sendo comum em todos nós devemos combater com sabedoria e amor sem deixar a verdade de lado. Mesmo quando nós somos as vítimas de preconceito.

Era também alguém que não se contentava com o "ouvir falar". Quando Filipe fez-lhe o convite para que fosse e visse o Messias, Bartolomeu não perdeu tempo e foi conferir.
É assim que devemos viver nossa vida cristã. Tendo nossas próprias experiências com o nosso Deus. Conferir as informações que temos a respeito de Deus e de Sua Igreja para que não sejamos enganados e levados por ventos de doutrinas erradas.
E mais, ele não se conteve só em ter sua própria experiência, ele deu testemunho de tudo que viu. É isso que também devemos fazer.

Bartolomeu foi um evangelista. Esteve em diversos lugares pregando e vivendo o Evangelho.
Na vida de Bartolomeu vemos como é importante não fazermos escolhas pra quem vamos levar a mensagem salvadora de Jesus. Afinal se Filipe tivesse levado em consideração que Bartolomeu era um homem com dúvidas e preconceitos ele jamais teria a oportunidade de ser o grande homem na fé que foi e as muitas pessoas que por ele ouviram falar de jesus ficariam meio órfãs na fé.

Ele tinha sobre si uma promessa de Jesus: "- Verá coisas maiores que essas".
E Bartolomeu viu. E também fez.
Assim como fez com Bartolomeu, Deus também quer fazer coisas grandes através de nossas vidas. Ele nos quer fazer participantes ativos do desenvolvimento de Seu Reino.
Para isso devemos nos envolver mais com Deus, com as pessoas e com os ministérios da Igreja.

Graça e paz!
Eduardo Leal

Comentários

Postar um comentário

Graça e paz!
Gostando ou não, se quiserem, comentem.